quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Rival Sons - Great Wastern Valkyrie






A banda Norte-Americana Rival Sons faz parte do revival do rock setentista - estilo que vem assolando o cenário. O grupo liderado pelo frontman Jay Buchanan é uma exceção. O que comprova a minha colocação? Só tenho um nome: 'Great Western Valkyrie'- título da obra lançada no primeiro semestre de 2014. Se eu tinha alguma resistência em escutar os trabalhos da banda, não tenho mais, G.W.V quebrou a barreira que existia entre eu e a banda. O álbum é recheado de tudo que foi feito de bom nos anos 1970: Blues, Psicodelia, Peso, Hard Rock e o Groove são os principais elementos encontrados na cozinha dos N.Americanos da cidade de Long Beach, Califórnia.

A voz de Jay Buchanan é forte e autêntica, e o leitor pode comprovar na faixa de abertura, 'Eletric Man', a mesma traz um groove e peso. Eu poderia citar o Led Zeppelin como referência? Talvez, mas isso não dá o direito de julgar o quarteto americano, muito pelo contrário. 'Secret' é pesada e ousada, tudo que o Blue Cheer tinha construído no auge de sua carreira (1969/1975).  Outra grande destaque é a faixa single, 'Open My Eyes', nela percebemos quanto o vocalista Jay B. chama a responsabilidade para si próprio, é impressionante a performance dele. 

Ao escutar a balada 'Destination On Course' eu posso afirmar que nunca tinha escutado uma canção tão impactante nos últimos dez anos. É como se eu estivesse em uma máquina do tempo e voltasse exatamente na época em que 'Since I've been loving you' - Zeppelin e 'Mistraeted' - D. Purple foram compostas. Preciso dizer algo mais?

O Rival Sons tem sua base nos anos 1970, porém, não podemos deixar de notar um pé lá nos anos 1990. Quem pensa que o quarteto, completado por Scott Holliday (guitarra), Mike Miley (Bateria) e David Beste (baixo), é uma mera cópia dos "dinossauros" do rock, está totalmente enganado. Eles conseguiram simplesmente fazer rock, nada mais, coisa que muitos tentam e não alcança a dosagem certa de se fazer boa música.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

U2 - Songs Of Innocence




'Songs Of Innocence' do U2 até tenta te enganar, mas a verdade é que o mesmo não passa de um trabalho tão chato quanto os últimos álbuns do Coldplay. Essas são as palavras que eu escolho para abrir a resenha de uma das maiores bandas de rock de todos os tempos. O quarteto irlandês que é acostumado a concentrar milhares de fans em seus shows, lança uma obra tão medíocre que por um momento eu achei que estava escutando alguma coisa recente do Coldplay.


O disco abre com 'The Miracle (of Joey Ramone), uma singela homenagem ao saudoso Joye R. e sua banda Ramones. Ok, nada de novo, talvez a mesma retrata um pouco do saudosismo dos quatros jovens da cidade de Dublin, nos anos 1970. 'Every Breaking Wave' também é só mais uma, longe de ser aquele U2 de grandes canções. Como eu citei o Coldplay, exatamente aqui o ouvinte percebe algo em comum com o grupo britânico, principalmente nas linhas de teclado. Ok, você pode defender que o Coldplay é cria do U2, tudo bem, mas não precisava tal exagero.

Sinceramente, não há nada que me cative em 'Songs Of Innocence. Para o ouvinte que não se preocupa com a boa qualidade e criatividade, o disco vai soar legal. Mas acredito que para muitos, principalmente os fans mais antigos, não passará de um álbum comum. Antes eles tivesse tentado inovar, como fizeram em "Zooropa" em 1993 (disco na época julgado, e hoje aclamado por muitos, inclusive grandes críticos). Mas eu não tenho esperança alguma que o lançamento do U2 venha repetir a história de "Zooropa".

terça-feira, 16 de setembro de 2014

DEEP PURPLE em Brasília




A banda britânica DEEP PURPLE pisa em solo brasiliense. Uma lenda do Hard/Heavy está prestes a fazer o seu segundo show na Capital Federal (Já que a mesma se apresentou pela primeira vez no ano de 1997). O fan do Deep Purple e da boa música tem um encontro marcado com a banda no dia 07 de Novembro, no espaço NET Live Brasília (Setor de Clubes Norte), às 21h
 
O grupo liderado por Ian Gillan está em turnê de divulgação do seu mais recente trabalho: NOW WHAT?!. O mesmo lançado no ano de 2013, obteve bons resultados da crítica especializada. O valor dos ingressos ainda não foram divulgados, informação que o leitor deve ter em breve. Você achava que Brasília estaria saturada de shows internacionais? Segura mais um grande espetáculo. Prepare o seu bolso!!


terça-feira, 9 de setembro de 2014

Interpol - EL PINTOR




'El Pintor' é o título da mais nova obra da banda norte-americana Interpol. O mesmo foi lançado oficialmente neste mês de Setembro, mais precisamente na América do Norte. Em 'El Pintor' nós podemos ouvir  do melancólico a canções mais agitadas, todas uniformizadas no estilo Interpol.

'All The Rage Back Home' abre o disco, a voz de Paul Banks começa de forma mais calma, ao passar os segundos podemos perceber uma melodia típica do Indie Rock - a mesma foi escolhida como primeiro single de divulgação. 'My Desire' é mais a cara do Indie britânico. 'My Blue Supreme', 'Breaker 1' e 'Ancient Ways' são minhas favoritas, essa última chega lembrar os trabalhos de Billy Corgan com o 'Smashing Punpkins'. 'Tidal Wave' vai além de uma canção favorita. Ela é uma faixa de melodia simples, porém, a composição simples se transforma em uma música daquelas que você não esquece. Naturalmente ela torna-se a "super-faixa".

No resumo da ópera,  'El Pintor' é mais um bom capítulo da carreira do Interpol. Aqui eles fizeram o "arroz" com "feijão". Às vezes é melhor apresentar o simples do que tentar inovar e descaracterizar  toda a sua estrada. Como eu vinha observando já algum tempo, o grupo de Paul B. e Cia ganhou o status de banda obscura no cenário Indie Rock. Eles poderiam ser apenas mais um desses grupos (Keane, The Killers, Artic Monkeys). Mas além de toda a roupagem indie, o trio nova-iorquino acrescentou um pouco da melancolia que Ian Curtis apresentava no Joy Division. Talvez  a obscuridade com a mistura do atual Indie-rock seja a diferença do Interpol.


sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Invasão "gringa" na Capital Federal



No segundo semestre, o roqueiro brasiliense pode colocar a mão no bolso. A enxurrada de shows gringos na cidade é grande. Para todos os gostos: Heavy Metal, Pop, Classic Rock... Mesmo com a crise econômica assolando o território brasileiro, os promotores resolveram apostar nas atrações internacionais. Teremos shows de médio porte aos grandes espetáculos. E ao meu conhecimento todas elas são de grande importância para os fans brasilienses.

E a maratona já começa neste final de semana, o festival Porão do Rock, recebe no dia 31 (Domingo), o americano CJ Ramone (ex-Ramones). No dia 24 de Setembro, é a vez da cantora pop norte-americana, Miley Cyrus, o evento está marcado para acontecer no ginásio Nilson Nelson. Depois é a vez do público Heavy Metal entrar em ação. Representando o Canadá temos relativamente a novata Skull Fist, a mesma pratica um som mais para o lado Hard Heavy. O show dos canadenses está marcado para o dia 26 de Setembro, no Yes Club, localizado na 706 Norte (Asa Norte). Sem descanso para o público do Metal, é a vez de duas atrações em uma única noite. Marcado para o dia 02 de Outubro, no Minas Tênis Clube (Setor de Clubes Norte), EXODUS (foto) e TOXIC HOLOCAUST - ambas americanas - pisam pela primeira vez em solo brasiliense, evento esperado por muitos headbangers.

Quer um intervalo? Impossível. Logo após o show do Exodus, no dia seguinte (Sexta Feira), o lendário Joe Satriani (foto) retorna a cidade pela segunda vez. No dia 03 de Outubro você tem um encontro marcado com essa lenda da guitarra. O show está marcado para acontecer no Net Live Brasília (Setor de Clubes Norte). E para te arrancar mais alguns trocados, vem aí a banda norte-americana de Metal Progressivo Dream Theater. Os precursores do estilo, volta a cidade pela segunda vez. O espaço Net Live Brasília recebe os mesmo no dia 07 de Outubro. E dia 19 de Outubro, no Estádio Mané Garrincha, Linkin Park e Panic At The Disco fazem parte do cast do Festival Circuito Banco do Brasil.  Dois dias depois é a vez do 30 Second To Mars invadir a Capital Federal, o show acontecerá no dia 21 de Outubro, no espaço Net Live Brasília.
Outro que gostou da Capital foi o veterano Roger Hodgson, a eterna voz do Supertramp se apresentará no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, no dia 24 de Outubro. De volta para o público de som mais pesado, os americanos do D.R.I é atração para o festival Ferrock, o mesmo está marcado para acontecer no dia 15 de Novembro, na cidade satélite de Ceilândia. E a maior surpresa fica por último. Nos últimos dias correu a notícia em alguns sites especializado, que o ex-Beatle PAUL MACCARTENEY(foto), pisaria em solo brasiliense, mais precisamente no Estádio Mané Garrincha, o evento estaria marcado para o mês de Novembro.  É isso, façam suas economias, junte seus trocados, faça um planejamento, pois, em pouco menos de três meses você pode assistir grandes shows!

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Unisonic - Ligth Of Dawn





A união de Michael Kiske e Kai Hansen (Gamma Ray) sem sombra de dúvidas trouxe uma certa nostalgia para os fans da fase antiga do Helloween. E essa nostalgia pode ganhar mais força após o lançamento intitulado 'Ligth Of Dawn'. Guitarras "speed", bateria acelerada, vocais melódico e refrões grudentos são os destaques da obra.

Ligth Of Dawn é nostálgico, evoluído e marcante, perante o álbum de estréia homônimo. Não que o 'debut' do grupo seja inferior, muito pelo contrário. Mas, o novo trabalho reinará no seu play, ipod, etc, mais que o primeiro - pelo menos é o que está acontecendo com o ser que vos escreve. Minhas favoritas de todo o trabalho são: "Exceptional", "For The Kingdom" e "When The Deed Is Done". Ah, quer lembrar de Helloween? Escute "Manhunter"

A dupla Kai Hansen e Michael Kiske está em suas melhores performances. E o que falar do "velho" Kiske? A voz dele continua impecável, parece mais aquele garoto de 17 anos quando estreou no Helloween. Antes eu colocava M. Kiske e Geoff Tate (ex-Queensryche) lado a lado - pelo fato dos dois possuírem o mesmo alcance de voz e qualidade técnica. Hoje, kiske está "ano-luz" na frente de Geoff.

Fans de Power Metal? O estilo continua vivo, a prova maior é 'Ligth Of Dawn', o mesmo traz em sua bagagem além do power, pitadas de hard rock e heavy tradicional. 




terça-feira, 5 de agosto de 2014

MATANZA no festival Samamba Rock




O festival 'Samamba Rock' que acontecerá no dia 17 de Agosto (Domingo), anuncia sua primeira atração. Trata-se de uma banda de peso: MATANZA! O curador do festival Samamba Rock, Paulo Lima, escreve mais um capítulo que pode entrar para a história do circuito cultural da cidade satélite, já que a mesma nunca recebeu uma atração de médio/grande porte (da cena rock).

Os cariocas da MATANZA são conhecidos por arrastar uma legião de roqueiros para os seus shows, todos ocorridos na capital federal ficaram conhecidos pelo o sucesso de grande público. Agora é a vez de Samambaia receber esta atração.

O Samamba Rock que teve sua primeira edição no ano de 1998, retornou após 15 anos (no ano de 2013) com sua proposta inicial: abrir espaço para novas banda que obteve poucas chances de se apresentar em uma estrutura decente.

A organização do evento deve confirmar mais atrações em breve!